Onde o amor impera, não há desejo de poder; e onde o poder predomina, há falta de amor. Um é a sombra do outro.

Carl Jung
Anúncios
Publicado em Reflexões | Deixe um comentário

O tempo perdido não se encontra nunca mais

Benjamin Franklin
Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Ligações Eternas

Fonte: Google.

Dois mil e dezenove iniciou repleto de perdas significativas no contexto brasileiro. Despedidas terrenas repentinas que causaram perplexidade e tristeza, dando-nos a impressão que o ano começou pesado demais. De fato desastres de toda ordem ceifaram vidas a nosso ver prematuramente, porém em todos os anos e momentos de nossa história pessoas partem a todo instante. É um amigo que se vai inesperadamente em um acidente, é um parente que sucumbe a uma doença grave, é um anônimo que morre em um assalto, e em todos os casos para as pessoas próximas, as perdas são dilacerantes e o ano do ocorrido inesquecível. Não quero aqui de maneira alguma minimizar as idas dolorosas que presenciamos nos últimos tempos, ao contrário, quero enfatizar sobre a brevidade da estadia na Terra e como cada um tem seu momento doloroso de despedida. Por mais que a Doutrina Espírita nos esclareça que o adeus é um até breve, a tristeza da perda é sem sombra de dúvida algo difícil de processar por um longo período, ou para muitos, uma dor para o resto da existência no orbe. 

Mas o ponto importante a ser exposto é que devemos significar nossas relações cotidianamente para que na despedida, inevitável para todos nós, possamos trazer conosco as boas lembranças de um convívio amoroso e único, de laços indissolúveis que perpetuarão na vida além-túmulo, mantendo recordações alegres a nos aquecer o coração quando a saudade pesar em demasia. Constantemente somos alertados por mensagens e textos sobre a relevância de expressar nossos sentimos, mas creio que um simples pronunciar de “eu te amo” não resolverá a questão, devemos demonstrar com ações e atitudes a amorosidade latente em nós por um trato gentil e carinhoso, fazendo com que o outro realmente entenda que é amado e querido, ainda que não digamos nada verbalmente. Proclamo que amemos mais e amemos a todos, para que ao findar a jornada tenhamos a certeza que vivemos plena e verdadeiramente deixando bons sentimentos nas mentes eternas de tantos que nos compartilharam a caminhada

Por Alexandra Paes

“A saudade pura não encontra distância no espaço, nem no tempo, criando de tal sorte um vínculo que, mesmo as almas estando separadas, se sentem unidas pela força do amor.”

Francisco de Assis
Publicado em Reflexões | Deixe um comentário

Apesar de tudo, eu ainda creio na bondade humana.

Anne Frank
Publicado em Reflexões | Deixe um comentário

Reflita sobre seus atos e caminhos, sem nenhum propósito de se culpar pelo que tem feito. O objetivo é torná-lo consciente das escolhas que tem feito, estimulando-o a tomar uma nova estrada que o levará ao destino da saúde e da felicidade.

Livro – Sempre Melhor, autor, Luiz Carlos de Lucca
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Internalização

Fonte: Google.

Será que nos sobra tempo para um silêncio interno? É imperioso reservar alguns minutos para escutar as necessidades do ser que somos, do momento que vivemos e dos sonhos que calamos. Não relegue para outro dia o que é possível meditar hoje, o que escondemos de nós mesmos nos é revelado certamente em situações cruciais e inadiáveis, e neste instante seremos obrigados a pausar nossa frenética rotina e escutar as súplicas de nossa alma carente e adoentada.
Tentemos pôr limites em nossa agitação diária dando pausas para ler um bom livro, que muito nos ensinará; para ganhar horas com o convívio salutar em família; para coisas que serenem nossa mente como uma boa prédica ou conversa instrutiva (presencial)! Deixemos que bons momentos fiquem registrados na memória universal para que nesta vinda terrena aproveitemos em sua totalidade os recursos disponíveis! 
Não sugiro aqui um ritual mecânico como imposição ou uma prática quase feita por obrigação, penso ao contrário, em algo que suavize a rotina, um tempo de liberdade da imaginação e dos sentimentos… tente, tenha certeza, será libertador!

Por Alexandra Paes 

“Bebei na fonte viva do amor e preparai-vos, cativos da vida, a lançar-vos um dia, livres e alegres” 
O Espírito de Verdade. (Paris, 1861.)
(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. VI, item 6.)

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Na enfermidade ocorre a mesma coisa. a doença é um aviso de que estamos dirigindo o carro da nosssa vida pela estrada errada, e geralmente essa estrada se chama “desequilíbrio”. Por isso, não há cura verdadeira sem mudança de estrada, sem uma conversão de nossa parte.

Livro – Sempre Melhor, autor, Luiz Carlos de Lucca
Publicado em Reflexões | Deixe um comentário