Mafalda 2Culpa quer dizer paralisação das nossas oportunidades de crescimento no presente em conseqüência da nossa fixação doentia em comportamentos do passado.
Quem se sente culpado se julga em ―peccatum‖, palavra latina que quer dizer ―pecado ou culpa‖. Logo, todos nós vestimos a densa capa da culpa desde a mais  tenra infância.
(…)Dar importância às culpas é focalizar fatos passados com certa regularidade, sempre nos fazendo lembrar de alguma coisa que sentimos, ou deixamos de sentir,  falamos ou deixamos de falar, permitimos ou deixamos de permitir, desperdiçando  momentos valiosos do agora, quando poderíamos operar as verdadeiras bases para  nosso desenvolvimento intelecto-moral
(Livro Renovando Atitudes, espírito Hamed , psicografia de Francisco do Espírito Santo Neto).

A culpa não ajuda ninguém. Mais ainda: ela atrapalha o processo evolutivo. Enquanto alimentamos a culpa, deixamos de nos mover para a transformação da existência.
Assumir a responsabilidade pelas ações e pensamentos e ter a humildade para aceitar que somos falíveis são atitudes que podem nos emancipar do padrão de remoer o passado para arregaçar as mangas e enfrentar a realidade.
Reencarnamos para superar-nos, para descobrir nossos talentos, para compartilhar o que aprendemos, para aprender a amar, e não para sofrer ou ser castigado. Deus é soberanamente justo e bom. (Livro dos Espíritos, Introdução).

Anúncios
Esse post foi publicado em Tirinhas. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s