Dias ruins

Mafalda 2 dEm muitas oportunidades encontramos indivíduos que teimam em culpar os outros, acreditando ser muito cômodo representar o papel de injustiçados e perseguidos. Colocam seus erros sobre os ombros das pessoas, da sociedade, da religião, dos obsessores, do mundo enfim. No entanto, só eles poderão decidir se reconhecem ou não suas próprias falhas, porque apenas dessa forma se libertarão da prisão mental a que eles mesmos se confinaram. (Livro Renovando Atitudes, espírito Hamed , psicografia de Francisco do Espírito Santo Neto)

Assumir a responsabilidade pelo que nos acontece, como indivíduo que atrai acontecimentos bons e ruins, exige autoconhecimento e maturidade espiritual, ambos fruto de um processo que abarca várias encarnações. Hoje a física quântica tem mostrado como somos energia que atrai ou repele energia. No dia-a-dia atraímos pessoas que espelham aspectos nossos, pode ser a impaciência, a agressividade, a falta de cortesia, de modo geral nos vemos como vítimas, mas se nos propusemos a nos observar com honestidade, verificaremos que também agimos assim, talvez em menor grau, ou não. A doutrina espírita preconiza a reforma íntima para que nos conhecendo melhor ampliemos a compreensão pelo que nos acontece e pelas pessoas que nos cercam.

Fernanda Ramos Martins

Anúncios
Esse post foi publicado em Tirinhas. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s