Para onde queremos ir?

alicr

Imagem do desenho Alice no País das Maravilhas

“Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir” Sêneca.

Em dezembro de 2016 eu realizei um grande sonho: me tornei mestre (por que né, ser mestre é mais legal que ser doutor. Quem não quer ser mestre Yoda? Mestre dos Magos? Mestre Splinter? Mestres são muito legais!). Mas passada a euforia, a felicidade e tudo mais. Quando a vida volta para os eixos a rotina se faz presente, me dei conta que eu não tinha planos para além dali.

Essa constatação ocorreu junto a uma série de “coincidências” e acabei parando para observar as pessoas à minha volta e conversando com elas sobre sonhos, metas e objetivos. Conversar é bom e ajuda a clarear a mente sabe? Mas me surpreendi com a quantidade de pessoas que não tem metas, objetivos, sonhos. Pessoas que, insatisfeitas com onde estão, não tentam (ou não sabem) como sair de onde estão. Como Alice no País das Maravilha, esperam que o Gato possa lhes dizer que caminho tomar.

“Senhor Gato, qual caminho devo tomar?” – perguntou Alice quando chegou a uma bifurcação

“Depende, aonde você quer chegar?” – Reverteu a pergunta o Gato

“Eu não sei” – Respondeu Alice

“Então tanto faz” – Finalizou o Gato

Como respondeu o Gato (certamente inspirado por Sêneca) para quem não sabe para onde quer ir, qualquer direção serve. Mas não é qualquer direção que é capaz de nos trazer felicidade. Saber quem você é, quem quer ser, para onde ir e quais nossas metas, nos ajuda a ter uma espécie de bússola interna que sempre nos permite ajustar nossa caminhada na direção que queremos. Além de nos fortalecer e mudar nossa visão do mundo. As dificuldades e entraves tornam-se desafios, degraus que nos permitirão alcançar nossos sonhos.

E você, para onde quer ir?

Por June Alves de Arruda

Anúncios

Sobre junealves

Virginiana fresca, leitora compulsiva de rótulos, aspirante a turista quase profissional, adora um bom restaurante, aprendiz de investidora, louca por produtos de beleza, consumista consciente que tem o hábito de consertar roupas e acessórios. Facilmente comprável com caixinhas, quadrinhos, livros e filmes.
Esse post foi publicado em Reflexões. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s