Não se molde

1

Fonte: Medium

Embarcamos nesta jornada terrena inundados por emoções já tão familiares porém encobertas por um véu, o do esquecimento quando da reencarnação. Temos assim a oportunidade de dar uma nova direção a tudo, esforçando para não incorrer em replicar velhas tendências. Somente revivendo antigas quedas poderemos compreender melhor as dores que causamos a outrem ou a nós mesmos retardando nosso progresso evolutivo.
Mas quando aqui estamos como é sofrível encarar as dívidas do passado, imprescindível é encontrar no silêncio interior o gabarito para solucionar as tramas que novamente nos anuímos, escutando as diretrizes que foram passadas antes de voltarmos à carne.
Pensando no tema, ao constatar o que me é verdadeiro percebo particularidades em alguns pontos, entendo que isto pode gerar estranhamento no meio em que estou inserida, mas se esta verdade encontra alento em meu coração e lógica em meus princípios e razão, não retroajo na ideia formada, por ser decisão acertada, gravada intimamente, por mais que fuja da concepção geral. Respeitar o espaço, a opinião, as atitudes do outro não torna forçoso que concorde ampla e irrestritamente e, ao discordar, não cabe como regra o debate ou rebater acaloradamente, sendo neste aspecto, a palmatória do mundo. Compreendo que ao deixar todas as formas de proceder que não ofendam a universalidade do bem poderem conviver em paz e harmonia, a verdadeira igualdade e fraternidade será realidade perene. Ser firme é adaptar-se sem ceifar suas convicções.

Quando nos respeitamos, somos livres para sentir, agir, ir, dizer, pensar e saber o que autodeterminamos, confiantes em que, se estivermos prontos, no tempo exato o Poder Superior o do Universo nos dará todo o suprimento, todo o apoio e toda a orientação para cumprirmos o sublime plano que Ele nos reservou.
Somente optando pelo auto-respeito é que conseguiremos o respeito alheio.
Encontraremos nos outros a mesma dignidade que damos a nós mesmos.

OS PRAZERES DA ALMA
Francisco do Espírito Santo Neto
Ditado por HAMMED
Cap. 07 Respeito

Por Alexandra Paes

Anúncios
Esse post foi publicado em Reflexões, Textos Doutrinários. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s