Vai que dá!

Tentar

Fonte: Google.

Hoje estou triste, e me permito ficar desse jeito  sim! Choro porque as coisas não foram como eu esperava, mesmo sabendo que o que queria poderia não ser tão bom assim, mas a vontade quando não satisfeita costuma melindrar coração teimoso e mente omissa. Desejar em demasia tem desses problemas, comumente  com coisas fora da realidade e felicidade possíveis. E quando acreditamos no inviável e embarcamos em uma história que só existe dentro de nós? É triste quando contatamos que o verdadeiro significado dos acontecimentos podem ter inúmeras explicações,  ou nenhuma caso não haja interesse, até porque as vezes ele era, no fundo, assunto somente para nós mesmos.
Com frequência sinto-me tão ET que sonho na possibilidade de minha nave vir me buscar a qualquer momento. E um dia ela virá mesmo… e será que me sentirei em casa!? Penso que não por não conseguir definir desde já o que entendo por pertencimento.
Dor é super particular, algo que ocorre diferente em cada um, por mais que detalhemos a outrem o que nos acomete, o pulsar latejante pungente está presente apenas em nosso peito. Eu sei, isso é duro, injusto em nossa concepção momentânea e equivocada muitas vezes.. mas tem uma parte mágica na existência na Terra, a impermanência, onde tudo muda, tudo passa! As lágrimas molham o rosto que estará bem hidratado para os sorrisos que virão…e virão, acredite! Eu acredito, mesmo agora cheia de angústia e dilemas, acredito que tudo se renova e que alguém sempre está torcendo pela nossa felicidade, encarnados e desencarnados, contentes com nosso crescimento e conquistas, à base de algumas renúncias e reformulações, mas sem esmurecer nem desistir! Também sempre  contamos com o imensurável carinho e compaixão do Pai, que não se cansa de depositar fé em nós! Então permitemo-nos chorar quando necessário for exteriorizar, mas nunca deixem-se afogar na tristeza. Afinal, sempre podemos escolher novos rumos e escrever novas (e melhores) histórias! Força e segue!

Anúncios
Esse post foi publicado em Reflexões, Textos Doutrinários. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s